Todos os poemas aqui postados são de autoria de Ineifran Varão

TODOS OS POEMAS AQUI POSTADOS SÃO DE AUTORIA DE INEIFRAN VARÃO

Este blog é exclusivamente para postagem do moderníssimo varano, estilo de poema criado por Ineifran Varão, cujas regras e orientações estão disponíveis para todos os poetas que desejarem praticá-lo.

quarta-feira, 26 de outubro de 2016

ÉBANO-DEUSA




















Eu procurei
e não achei
em bibliotecas,                          
pinacotecas
...em qualquer canto,

em museus de arte,
por toda parte,
algum retrato,
mesmo um relato!
...Causou-me espanto!

Não há pintura
ou escultura!
Não há desenho,
em pedra ou lenho
...profano ou santo!

Em nada eu vi
do que há em ti
− mais pura essência −
por excelência
...de puro encanto! 

Tu tens um quê
que não se vê
em ninguém mais!
Outra?... Jamais...
...só desencanto!

Ébano-deusa
ou semideusa!
Negra mais linda,
beleza infinda
...de um mundo santo!

Não há palavra
na minha lavra
que te defina,
mulher-menina,
...doce acalanto! 

terça-feira, 13 de setembro de 2016

A DIVA














N’alma senti
quando eu a vi
naquele dia...
uma euforia
...nunca vivida!

Cada degrau
somava um grau
na expectativa
de ver a diva
...lá na avenida!

Dei-lhe meu manto
foi-se o quebranto
e fomos juntos
tantos assuntos
...vinho  ̶  a bebida!

Chope ou cerveja...
taça em bandeja
era o adorno
de um banho morno
...de uma saída!
  
em voos distantes
dois viajantes
no azul do céu
vidas ao léu
...queixa vencida!

Irradiante
era o semblante
de indagação
naquele então
...em meio à lida!

.......................
Veio a procela
quebrou janela
rasgou o pano
e ao desengano
...deu-lhe guarida!

Novo rebento
foi dor e alento
tempos depois
(a não mais dois)
...canção contida!

Ficou de fato
posta em retrato
toda a beleza
da realeza
...tão bem nascida!

Que Deus derrame
(e mais nos ame)
as bênçãos Suas
aos três... às duas...
...com muita vida!


segunda-feira, 20 de junho de 2016

ESCRITO À MÃO



Por onde vais
Se no meu cais
Tu estais a salvo
E tu és meu alvo
...Na multidão?

Dei-te o meu colo
Sem protocolo...
Dei-te carinho
Urdi um ninho
...Alto do chão...

Dei fogo e lenha
Minha resenha...
No reconforto
Fiz-me teu porto
...Dei-te água e pão!

Ó que heresia!
Tu és a Poesia...
E eu te escrevi
Como te vi
...Num escrito a mão!
  
Sem pergaminho
Amei-te ao vinho
Num folhetim
Que era, pra mim,
...Papel de pão!

Agora tu andas
Por outras bandas
Quem sabe... em flerte!
Vou escrever-te
...N’areia do chão!

Virá a chuva
Como uma luva
Para apagar
O que sobrar
...Dessa paixão!


A MOSCA MAL-EDUCADA














Num vôo a mosca
Sai meio tosca,
Destrambelhada
̶  mal-educada
...Gosto de fel!

Sua aspereza
Dá-lhe a certeza
Bem distorcida
De que na vida
...Tudo é aranzel!

Se quer ser quérula,
Faz-se libélula,
Faz-se tão doce,
Como se fosse
...Feita de mel!

Sabedoria
Faltou-lhe um dia...
Perde a razão...
Educação?
...Corta em bisel!

quarta-feira, 15 de junho de 2016

KÛARA (SOL em Tupi)


Desponta o Sol,
e o arrebol
colore o céu,
de um róseo véu
...na manhã fria!                      

Força e beleza,
que a natureza
nos presenteia;
Sol que encandeia!
...Sol que alumia!

Mais fria que morna,
a Terra acorda
agradecida...
será aquecida
...como em magia!

Milhões de seres,
em seus poderes,
são dependentes
dos raios quentes
...que o sol envia.
  
Oh estrela bela,
que da janela
me chega aqui,
Kûara (em Tupi)
...Sol que irradia!

Tua luz, em síntese,
na fotossíntese,
colore a folha,
à sua escolha
...verde e macia...

Dá à rosa a cor,
perfuma a flor,
aquece o caule
efeito joule?
...Bem poderia.

Dá vida à palma,
como à noss’alma...
− Sou grato a Deus,
nos raios teus
...Por mais um dia!