Todos os poemas aqui postados são de autoria de Ineifran Varão

TODOS OS POEMAS AQUI POSTADOS SÃO DE AUTORIA DE INEIFRAN VARÃO

Este blog é exclusivamente para postagem do moderníssimo varano, estilo de poema criado por Ineifran Varão, cujas regras e orientações estão disponíveis para todos os poetas que desejarem praticá-lo.

quinta-feira, 30 de maio de 2013

FLOR MORTA


Seu nome... Flor!
Cheirava a amor!
Muito viveu
Do jeito seu
... ‘Ao Deus dará’!

Graça e beleza
Era a certeza
Que ela inspirava,
Quando passava
... Nas ruas de lá!

Flores se abriam
Anjos sorriam...
Uns suspiravam
Outros cantavam
... Seus ‘tra-la-la’!

Quis o destino
Vê-la sem tino
E ela se foi...
Sem dizer oi
... Não voltou cá...

Numa vertigem
Morrera a virgem...
Deixando olores
Nas belas flores
... Do manacá!


domingo, 26 de maio de 2013

IDA


Pois... Chega o frio...
Perdido o brio,
A luz se apaga...
Na grande vaga
... Morre a ilusão!

Árduo, o suspiro
Retoma o giro,
Faz um esforço...
Não há reforço
... Acena a mão!

Vai-se perdendo,
Depois, cedendo
Até sumir,
Sem mais porvir
... Na multidão!

terça-feira, 21 de maio de 2013

INSANIDADE


Cores do dia,
Luz que irradia
Raios de sol...
Belo arrebol
... Noite estrelada!

Ar que dá vida
Água – a bebida...
Mares que ecoam...
Aves que voam
... Em revoada!

............................. 
Poucos percebem
Quanto recebem
Da natureza...
Quanta beleza
... Pouco notada!

Vinga o egoísmo,
Enche-se o abismo!
Brilha o metal,
Mola fatal
... Que arma a cilada!

Tantos milênios
Com tantos gênios...
Pouco foi feito!
Parco é o direito
... Lei inacabada!

Cresce a descrença,
Cresce a doença...
Perdem valor
A vida, o amor
... O amado e a amada!

Grito socorro!
Não sei se corro...
Egoísta, o humano
Tornou-se insano
... Na caminhada!


terça-feira, 7 de maio de 2013

MÃE...

De sóis, de luas
Lares e ruas
Cores e praças
Todas as raças
...Calas na dor!

Sorris e choras
Todas as horas
Todas as dores
Ó mãe d’amores
...Tu és puro amor!

Rendo-te um preito
Bendigo o peito
Que a humanidade
Na tenra idade
...Suga o vigor!

Aqui ou ao léu
Tu és nosso céu
Tão doce e caro!
Tu és nosso amparo
...Mais linda flor!